30/11/2016 às 17:55:43

Saiba quais marcas de protetor solar foram reprovadas pelo Proteste

Por Taty Bruzzi
http://m.natelinha.uol.com.br/espelhomeu/imagem/noticia/detalhe/espelhomeu--protetorcapa.jpg?h=20161130180002 Protetor solar

Verão chegando! Não se pode descuidar da pele na época mais quente do ano. O uso do filtro solar é fundamental para a saúde da pele, em especial na estação mais quente do ano, quando a incidência dos raios UV está mais intensa.

É no verão que há um aumento na exposição ao sol, independente de você curtir uma boa praia ou piscina. Até em dias nublados, a pele merece atenção. Por conta disso, o produto deve ser utilizado diariamente.

A escolha de qual protetor solar usar é fundamental. Além de optar por um produto que tenha nível de proteção avançado, os especialistas alertam para que o consumidor use protetores específicos para o rosto e o corpo.

Outra preocupação é com a qualidade do cosmético. Por conta disso, empresas especializadas têm a preocupação constante de avaliar a qualidade do produto que está sendo oferecido ao consumidor.

Este ano, segundo resultados de pesquisa encomendada pela Proteste, cinco marcas de filtro solar indicado para o rosto não passaram nos testes, pois estas apresentaram fator de proteção inferior ao indicado na embalagem. Saiba mais!

Cuidado na hora de adquirir seu protetor solar   

No total, dez produtos foram analisados pela Proteste. Além dos cinco protetores faciais reprovados, um ainda apresentou menor proteção contra raios UVA do que prevê a legislação.

Segundo especialistas, a metodologia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite uma variação de até 17% em relação ao que é informado na embalagem e a formulação do produto. Porém, nestas cinco marcas a diferença de percentual foi superior à permitida.

Devido o resultado, a Proteste solicitou uma fiscalização mais adequada dos produtos observados, exigindo dos fabricantes que corrijam a informação nos rótulos dos protetores solares. Confira!

- Sundown, L’Oreal, ROC, Sunmax e La Roche Posay não apresentaram o mesmo fator de proteção solar (FPS) que consta no rótulo de suas embalagens;  

- O La Roche Posay tinha um FPS 42% menor do que o indicado.

Ainda, de acordo com profissionais, também foi avaliada a proteção UVA dos produtos. Desde 2012, a legislação brasileira determina que nos filtros solares a proteção UVA deva ser um terço do FPS.

Isso significa que um protetor com FPS 60 precisa ter no mínimo proteção UVA igual a 20. O protetor da L’Oreal foi reprovado, pois apresenta 26% do FPS rotulado ao invés dos 33% exigidos para UVA.


Comentários

* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!