celebridades

Junior Lima fala sobre bullying e confessa que sofreu com boatos sobre ser gay

Publicado em 01/06/2017 às 18:15

Por Redação NT


Reprodução

Em entrevista ao programa do cineasta Fernando Grostein, irmão de Luciano Huck, no YouTube, Junior Lima desabafou sobre os bullyings que sofreu ao longo da vida.

publicidade

O irmão de Sandy comentou sobre os boatos de que era gay. "Tenho um monte de amigo que é gay e nunca tive problema. Mas quando me chamavam de gay, no fundo eu me incomodava. Eu fingia que não, mas ficava, sim", disse ele.

O músico contou que com o passar do tempo foi deixando de se importar com os comentários maldosos. "Chega uma hora que você se conhece melhor, vê que não precisa provar nada para ninguém. Vivemos numa sociedade machista onde o premiado é aquele que pega mulher. Entender que não tinha que provar nada me fortaleceu”, disse ele, confessando: “Sou muito bem resolvido mas tudo tem seu preço. Foram longas horas de terapia e crises do pânico".

Junior Lima ainda disse que sofreu muito bullying na infância e adolêscencia pelos mais variados motivos: "Era muito bullying, sofria muito! Bullying por causa do cabelo comprido, por ser famoso, pelas roupas e por cantar música sertaneja. No meu colégio tinha muito moleque folgado. Quem não queria pedir um autógrafo, queria infernizar. Teve um bom período da minha vida que tive que aprender a andar fingindo de surdo no colégio. Tive que superar isso tudo desde cedo”.

Na entrevista, o cantor também revelou pela primeira vez que quase teve depressão após o fim da dupla Sandy & Junior, em 2007: "Foi no hiato depois de Sandy & Junior. Eu fiquei muito tempo em casa com tempo para refletir. Sem nenhum namoro, meio traumatizado com relações mal sucedidas. É uma tristeza, que no dia seguinte está um pouquinho maior e você não vai percebendo. Quando vi estava tendo crise de pânico e ansiedade. Quando vi, estava surtando, ficando maluco".

Confira:

TAGS

junior lima

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

FECHAR