notícias

Presidente da Ancine cobra RecordTV por mais produções independentes

Emissora é a que menos usa recursos incentivados na TV aberta

Publicado em 25/09/2017 às 17:24

Por Redação NT


Ilustração

Em evento da Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão), que aconteceu nos dias 21 e 22 de setembro em São Paulo, a presidente da Ancine, Débora Ivanov, cobrou a RecordTV por mais produções independentes em sua programação.

publicidade

Segundo o colunista Fernando Lauterjung, da Tela Viva, dados levantados pela agência apontam que a emissora é a que menos usa recursos incentivados para coprodução com produtoras independentes na televisão aberta. Logo depois, vem o SBT.

Entre os canais abertos, apenas 2,98% do conteúdo nacional é independente. A que mais investe nesse setor é a TV Brasil, com 15,99% de sua programação. Depois, surgem TV Cultura (9,27%), Globo (2,49%), RedeTV (0,58%), SBT (0,74%) e RecordTV (0,07).

publicidade

No evento da Abratel, a presidente da Ancine apresentou os desafios para o futuro do audiovisual brasileira. Para ela, o setor precisa encontrar novos modelos de negócio entre os vários segmentos de mercado.

A ideia também é incentivar não apenas a parceria da TV com produtoras independentes, mas a produção regional.

Débora Ivanov também lembreou da regulamentação dos serviços on demand, que deve garantir isonomia, segurança jurídica, uma fórmula de cobrança da Condecine e incentivos fiscais para a produção independente.

TAGS

record

recordtv

ancine

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

FECHAR