O que vem por aí

Éramos Seis: João passa dos limites e impede reencontro entre Inês e Afonso

Adelaide dá em cima do primo, choca a mãe e quase reencontra a irmã

Publicado em 27/11/2019 às 05:30


 Éramos Seis: João passa dos limites e impede reencontro entre Inês e Afonso
João Aranha prende Inês no quarto em Éramos Seis - Reprodução/TV Globo

Taty Bruzzi
i
X

Taty Bruzzi

Jornalista com especialização em Jornalismo Cultural, Tatiana Bruzzi atua na área há 19 anos, com ampla experiência na produção, criação, edição e revisão de texto. Nos últimos anos tem focado nas editorias de Mulher, Famosos e Cinema.

Publicado em 27/11/2019 às 05:30

De volta ao Brasil, Adelaide (Joana de Verona) vai ter muitos embates com a mãe, Emília (Susana Vieira), que não aceita o jeito moderno e avançado da filha. Nos próximos capítulos de Éramos Seis, a moça vai dar em cima de Alfredo (Nicolas Prattes).

continua depois da publicidade

Ela também quase descobre onde sua mãe escondeu Justina (Julia Stockler), sua irmã mais velha que sofre de problemas mentais. Adelaide pensa que a moça está em um manicômio, sendo que a doente foi para a casa da mãe da Lola (Gloria Pires), no interior.

Já João Aranha (Caco Ciocler) dá um jeito de impedir Inês (Carol Macedo) ir embora da Bahia em Direção a São Paulo. A enfermeira descobre que foi sua mãe, Shirley (Bárbara Reis) quem a manteve esse tempo todo sem notícias de Afonso (Cássio Gabus Mendes) e Carlos (Danilo Mesquita).

Confira!

João mantém Inês presa para que ela não vá atrás de Afonso

continua depois da publicidade

Em Éramos Seis, João Aranha nunca gostou da aproximação da filha Inês com Afonso. Quando Shirley larga o ex e decide viver ao lado do pai biológico, o casal afastou a menina do comerciante e a fez acreditar que o pai adotivo a havia esquecido.

Dez anos se passaram, até que ela descobre toda a verdade. Durante todo esse tempo em que mora na Bahia, sua mãe interceptou as correspondências que ela recebia do homem que a criou.

A dona de casa fazia o mesmo com as cartas que a filha escrevia para Afonso e Carlos, namoradinho do passado, mas se arrepende e conta toda a verdade para a moça que arruma as malas e avisa que está voltando para São Paulo.

continua depois da publicidade

“Está indo embora? Mas não pode ir. Essa é a sua casa. Aqui é seu lar, e tem seu trabalho, seus pacientes”, implora Shirley. “Já me despedi de todos eles. Só falta me despedir de você. Parto amanhã. Vou procurar meu pai e o Carlos”, avisa.

Em seguida, Inês ainda se despede de João. Entretanto, o encontro dos dois será marcado por uma forte discussão e desfecho extremo. “Não há nada que eu diga que faça você me respeitar, me chamar de pai. E gostar de mim", alega o advogado.

“Ficou mais difícil quando eu descobri que me afastou do homem que me criou”, provoca Inês. “É muito petulante, mas eu também sou. E não vou aceitar sua vingança. Vou fazer o que qualquer pai faria no meu lugar”, ameaça.

continua depois da publicidade

Ciumento e possessivo, João tenta impedir a partida da filha prendendo-a no quarto como se ainda fosse uma criança. “Abra essa porta, por favor. Mamãe, não permita,abra essa porta. Implora a enfermeira.

Shirley se aproxima com a intenção de ajudar a filha, mas não tem forças para encarar o marido. “Inês fica trancada pelo tempo que for preciso até ela cair em si”, dá o recado enquanto arrasta a mulher para um jantar.

O tempo em que o casal fica fora de casa será suficiente para Inês escapar pela janela com a ajuda de uma corda feita de lençóis. Quando retorna, João se dá conta do que a menina fez e grita com a mulher. “Fugiu. A ingrata da sua filha fugiu, Shirley”, esbraveja.

continua depois da publicidade

A sequência vai ao ar no capítulo do dia 3 de dezembro.

Adelaide quase descobre paradeiro de Justina

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Adelaide retorna da Europa depois de passar muitos anos estudando fora. Emília fica radiante com a volta da filha predileta, mas se decepciona ao descobrir que a moça está bem diferente do que ela esperava.

continua depois da publicidade

A ricaça acreditava que a menina se transformaria em uma verdadeira lady, mas descobre que a moça está moderna demais e bem à frente do seu tempo. O encontro das duas provocará atritos na família.

Um dos maiores desejos de Adelaide é reencontrar a irmã, Justina, que ela acredita ser mantida em um manicômio por intermédio da mãe quando, na verdade, a moça está no campo, na casa da mãe da Lola.

Por pouco, ela não descobre a verdade durante uma conversa com Zeca (Eduardo Sterblitch) que veio para São Paulo acompanhando a sogra que decide apoiar a filha depois que Júlio (Antonio Calloni) morreu.

continua depois da publicidade

O caipira vai até a mansão da Emília, mas apenas Adelaide está em casa, sentada enquanto lê “Virgindade Inútil”. O título chama a atenção do rapaz que indaga sobre a obra de Ercília Cobra.

“Diacho de livro é esse?”, indaga o cunhado da Lola. “Algum problema com o tema? Virgindade Inútil? É sobre emancipação feminina. Liberdade de amar para as mulheres, não só para os homens”, explica Adelaide.

Zeca tenta se explicar dizendo que ficou surpreso com o jeito da moça, pois acreditava que ela fosse uma dondoca cheia de ‘não me toques’. O rapaz aproveita e diz que Adelaide lembra sua irmã, Justina.

continua depois da publicidade

“Eu? Será? Há muito não vejo minha irmã. Lembro dela tão pouco, minha mãe tinha medo do que fizesse comigo, eu era pequena. E ela me apertava, apertava… Dava medo”, argumenta.

O caipira defende Justina, alegando que ela não devia fazer por mal. Com a intenção de machucar. Adelaide discorda, mas justifica as atitudes da irmã como sendo o jeito dela.

“Não. Era bruta, amor bruto. Mas Justina cresceu e eu também. Longe uma da outra. Nem sei como ela está. Continua internada, acredito eu. ‘Madame’ evita o assunto e evita que me encontre com minha irmã”, comenta.

continua depois da publicidade

Neste momento, Zeca quase revela o paradeiro da menina, mas é impedido por Emília que chega de surpresa e solta os cachorros no rapaz a quem chama de intrometido. “É… que pena… A Justina, ela está…”, balbucia Zeca.

“Eu não admito que fale de Justina para quem quer que seja! Você veio aqui para despachar comigo. Quero lembrar que temos um trato de discrição. É muito aborrecido que eu tenha que reforçar isso. Estamos conversados, Zeca? Sou eu que decido a hora que Adelaide vai saber da irmã”, dispara a ricaça.

Zeca faz sinal positivo, mas indaga quando Justina irá voltar para a casa da mãe e leva outro fora. “A hora que Justina voltará para essa casa também é uma decisão absolutamente minha, Zeca. Coloque-se no seu devido lugar!”, sinaliza.

A cena vai ao ar no capítulo do dia 3 de dezembro.

continua depois da publicidade

Adelaide se joga para cima de Alfredo e deixa Emília chocada

A volta da Adelaide para a casa da mãe irá deixar a relação das duas cada vez mais difícil. Isso porque a moça nem de longe se parece com a dama que Emília pensou que ela havia se transformado.

É ma mulher avançada, decidida, independente. Sabe o que quer e vai atrás do que deseja. Assim será quando conhecer Alfredo e se interessar por ele sem imaginar que existe um parentesco entre os dois.

continua depois da publicidade

Diferente da maioria das moças daquela época, Adelaide usa calça comprida e sabe dirigir. E será durante uma dessas saídas que ela por pouco não atropela o irmão do Carlos e o incidente aproxima os dois.

Galanteador, o rapaz se oferece para dar uma olhada no veículo da moça que dá um pequeno defeito e consegue colocá-lo para rodar novamente. Durante a conversa, um joga charme para o outro, mas o primeiro encontro não passa disso.

Em casa, Adelaide conta para a mãe o que aconteceu e deixa a milionária chocada com o jeito avançadinho da filha que não sente vergonha em dizer que se jogou para cima do desconhecido porque o achou bonito.

continua depois da publicidade

“O quê? Falei para não sair dirigindo por aí, Adelaide! Bem que avisei! Sabia que essa história de guiar por São Paulo seria prejuízo na certa!”, se desespera Emília já imaginando o pior.

“Ah, por favor! Não se preocupe tanto assim comigo! Até me comove! Mas não sofri um arranhão sequer! E ainda ganhei um presente! Conheci um rapaz muito interessante. Para os olhos. Apareceu na minha frente assim, de repente, como um anjo caído! Precisei desviar daquela visão!”, se anima a moça

“Um homem é um presente? Adelaide… Está me dizendo que quase atropelou alguém?”, questiona a mãe da moça. “A vida tem seus encontros, mamãe. Alguns se dão assim, um tanto atabalhoados. Mas uma saúde e um físico daqueles… Nem se abalou com o susto. Mas eu quase perdi o controle”, se entrega Adelaide.

continua depois da publicidade

A declaração da filha deixa Emília horrorizada. A ricaça chega a compará-la com sua outra filha, Justina, que tem problemas psicológicos, e a acusa de ser tão destrambelhada quanto a irmã.

“Será que a culpa é nossa? Ou sua? Por coincidência, as duas destemperadas têm a mesma mãe!”, alfineta Adelaide enquanto observa sua mãe completamente sem ação diante da afronta da moça.

A cena vai ao ar no capítulo do dia 5 de dezembro.

continua depois da publicidade

TAGS

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!


FECHAR