Profundezas

Produtor de "Lucifer" dá dica de como manter a série na Netflix

Quarta temporada de "Lucifer" estreou em maio na Netflix

Publicado em 05/06/2019 às 09:18


 Produtor de
Tom Ellis protagoniza "Lucifer" - Divulgação/Netflix

Thiago Forato
i
X

Thiago Forato

Jornalista, Forato escreve diariamente para o NaTelinha e mantém a coluna Enfoque NT desde 2011.

thiagoforato@natelinha.com.br

Twitter: @tforatto

Publicado em 05/06/2019 às 09:18

Se os fãs de "Lucifer" quiserem mais uma temporada da série na Netflix, certamente deveriam seguir a dica do produtor.

continua depois da publicidade

Chris Rafferty revelou que a Netflix "espera cerca de um mês" para ver se determinado produto tem relevância para garantir uma renovação. Ou seja, a empresa leva em consideração o desempenho de seus produtos no primeiro mês. Oficialmente, ela não divulga seus dados de audiência.

O serviço de streaming já salvou a série protagonizada por Tom Ellis uma vez, mas para ter a certeza que isso acontecerá novamente, os fãs vão precisar se mexer. De novo.

continua depois da publicidade

"A Netflix normalmente espera cerca de um mês para avaliar o desempenho de uma nova versão. Hoje é o dia 26 de #Lucifer na temporada 4. Antecipando a decisão da Netflix de #RenovaLucifer, alguém já assistiu à quarta temporada neste fim de semana?", escreveu.

O final da quarta temporada mostrou Lucifer em seu trono no inferno, olhando para o seu reino. Supõe-se, então, que a próxima se aprofundaria nesse aspecto, mas como ele ainda chora por Chloe, pode ser que não fique muito tempo por lá.

A série foi ressuscitada pela Netflix em maio de 2018 depois de ser cancelada pela Fox. O streaming viu potencial nela para continuar em seu catálogo.

continua depois da publicidade

Na ocasião, a Fox justificou seu cancelamento: série cara e uma audiência cada vez menor.


TAGS

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!


FECHAR