séries

Miami Vice: Por onde andam os protagonistas da série 25 anos depois

Dupla fez muito sucesso nos anos 80

Publicado em 20/02/2020 às 06:40


 Miami Vice: Por onde andam os protagonistas da série 25 anos depois
Miami Vice fez sucesso nos anos 80, mas por onde andam os protagonistas - Foto: Divulgação

Redação NT
i
X

Redação NT

O NaTelinha é um site pioneiro em entretenimento e cultura de televisão no Brasil, sendo referência por sua ética e credibilidade, trazendo sempre a verdade, como deve ser. Twitter: @sitenatelinha / Instagram: @sitenatelinha / facebook.com/sitenatelinha

Publicado em 20/02/2020 às 06:40

Em 1985 foi ao ar uma série que se tornaria um fenômeno de audiência e de crítica nos EUA: Miami Vice. Com indicações ao Emmy e também ao Globo de Ouro, a produção projetou a dupla de protagonistas, Phillip Michael Thomas e Don Jhonson para o sucesso. Agora, 30 anos depois, somente um conseguiu se manter na carreira artística e voltou aos holofotes no ano passado.

Miami Vice acompanhou a vida de Ricardo e James, dois detetives que investigava o submundo dos cartéis e tráfico de drogas, além da corrupção em torno do tema. A série teve cinco temporadas entre 1984 e 1990, com direito a 112 episódios e garantiu duas indicações ao Globo de Ouro, em 1985 e 1986 na categoria série dramática, além de uma indicação na mesma categoria no Emmy, em 1985.

publicidade

A produção atraiu milhões de fãs não apenas nos EUA, mas em diversos países do mundo e virou febre mundial, virando até jogo de vídeo em 1996, mais de seis anos após seu cancelamento. A série foi exibida no Brasil entre 1986 e 1990 pelo SBT, quando a Globo comprou os direitos. As duas últimas temporadas nunca foram ao ar na TV aberta brasileira. Ainda hoje ela é exibida pela Sony, pela Rede Brasil e pelo TCM.

Com isso, seus dois protagonistas acabaram ganhando destaque, fama e prestígio. Mas, desde o encerramento da produção, ao menos um deles não teve sorte na carreira.

publicidade

Phillip Michael Thomas bem que tentou continuar atuando assim que deixou Miami Vice em 1990. O intérprete do detetive Ricardo não emplacou mais nenhum trabalho fixo na TV depois do encerramento da série e fez algumas participações especiais em produções tímidas, inclusive Zorro, em que apareceu num único episódio.

publicidade

Sem ser aprovado para participar de novas séries, assim que deixou o elenco de Miami Vice, o ator tentou continuar em evidência apostando no filão dos telefilmes. Ele atuou em 07 deles entre 1990 e 1992, mas nenhum fez grande sucesso e ele foi ficando esquecido pela TV americana.

O mais recente trabalho de Phillip na dramaturgia foi em 2006, quando ele dublou a voz de um personagem do jogo eletrônico Grand Theft Auto: Vice City Stories. Ele também tentou a carreira de cantor e lançou quatro álbuns, dois durante a série (1985 e 1988), um terceiro em 1998 e o último em 2008. Sem espaço na TV, ele virou palestrante, além de vegano e dono de um restaurante.

publicidade

Com raras aparições na TV, o ator mostrou que não tem muita humildade, durante uma entrevista para a Associated Press, ele falou quais são seus planos do futuro. "EGOT. Espero que nos próximos cinco anos eu ganhe todos esses prêmios", disse se referindo ao Emmy, Grammy, Oscar e Tony, mas sem explicar como conseguiria tal feito.

Miami Vice: Don Johnson

publicidade

Já Don Jhonson teve melhor sorte. Nome artístico de Donald Jayme Jhonson, ele jamais conseguiu o mesmo sucesso que havia tido em Miami Vice ao interpretar o detetive infiltrado James, papel que garantiu a ele indicação ao Emmy e ao Globo de Ouro, mesmo assim, Don segue na carreira artística.

Depois do fim da série, ele participou de 21 filmes, alguns de sucesso como Django Livre (2012). Na TV, ele emplacou um papel fixo numa série chamada Nash Bridges, em que ele viveu o protagonista por 122 episódios, mas que não é conhecida no Brasil. 

publicidade

O ator deu uma entrevista em que contou sobre as dificuldades que teve na infância. "Eu tive uma infância horrível, horrível. Eu tive a quinela: abuso e pais que se divorciaram quando eu tinha 12 anos e eu era o mais velho. Eu realmente estava infeliz e saí de casa aos 16 anos. E quando você sai de casa aos 16 anos e não tem um plano, precisa se cuidar e se dedicar ao ensino médio ... isso cria um personagem poderoso", contou.

Recentemente, Don voltou aos holofotes por fazer uma participação especial na série da HBO, Watchmen. Na produção de Damon Lindelof ele deu vida ao chefe Judd, personagem cuja morte desencadeia numa guerra que marcou a primeira temporada da série.

publicidade


TAGS

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!


FECHAR