Planos

Premiere recupera 60 mil assinantes com uma semana de futebol

Campeonato Brasileiro deve turbinar as assinaturas

Publicado em 02/08/2020 às 08:40


 Premiere recupera 60 mil assinantes com uma semana de futebol
Premiere está recuperando assinantes - Foto: Divulgação

Daniel César
i
X

Daniel César

Daniel César é jornalista formado, pós-graduado em linguística e em roteiro de televisão, com mestrado em Literatura. Trabalha com o universo da televisão desde 2010 e já fez cursos de dramaturgia com nomes como Carlos Lombardi e Thelma Guedes. Me siga no Twitter e no Instagram pelo @demlocesar

Publicado em 02/08/2020 às 08:40

A volta do futebol em boa parte do país, mas principalmente em São Paulo, foi responsável pela recuperação de 60 mil assinantes dos canais Premiere para a Globo. Desde que o Paulistão teve seu retorno marcado na quarta-feira (22), a movimentação para o retorno de antigos torcedores para assinarem o pay-per-view do futebol tem sido intensa e já há expectativa de crescimento constante.

continua depois da publicidade

Segundo apurou o NaTelinha, o Premiere havia perdido mais de meio milhão de assinantes, desde março, quando se iniciou a pandemia do coronavírus. O cancelamento das assinaturas refletiram diretamente no faturamento do Grupo Globo, já que o levantamento da própria empresa, de acordo com fontes, mostravam que a falta de futebol representou mais de R$ 100 milhões a menos na arrecadação entre março e julho.

Agora, embora o retorno pareça pequeno, afinal foram recuperadas pouco mais de 10% dos números anteriores, a movimentação rápida indica que os canais poderão ter menos perdas do que o esperado. A reportagem conversou com dois funcionários da Globo e ambos explicaram que a empresa trabalhava com a recuperação de cerca de 50% dos assinantes perdidos até o final do ano, agora o cenário parece ser diferente.

continua depois da publicidade

Como em uma semana a busca pelo Premiere foi alta, internamente se cogita que até o fim do Brasileirão exista a chance dos canais recuperarem entre 70 e 80% dos números que tinha antes da pandemia começar. Para se ter uma noção, entre o dia 22 e o dia 30, quando o Corinthians conseguiu a classificação para as semifinais do Campeonato Paulista, a Globo faturou a bagatela de R$ 5 milhões. Isso significa dizer que, com poucos jogos no cardápio, já foram revistos quase 5% dos valores perdidos no período de interrupção das partidas.

E dentro da Globo o clima é de festa porque a crise financeira que assola o país em virtude da quarentena parece não ter chegado aos assinantes do Premiere. Ainda que a TV a cabo siga em declínio e tenha perdido muitos assinantes, já sendo ultrapassada pelo streaming, o torcedor segue em busca de formas de assistir o futebol. Nos bastidores confirmou-se o que a empresa esperava um número crescente de assinantes do Premiere pela internet, sem a necessidade de mediação com uma operadora de TV paga.

continua depois da publicidade

A estratégia do Premiere

A reportagem apurou ainda que a estratégia do Premiere na recuperação de assinantes tem sido agressiva no mercado. Desde o dia em que governadores passaram a confirmar a volta do futebol e o novo calendário para os torneios estaduais foram montados, a empresa fechou parcerias com operadoras do cabo e com empresas de telemarketing. A partir daí, os antigos assinantes e que haviam cancelado pela falta de jogos, receberam ligações e até mensagens com propostas para o retorno do pacote que tinham antes da pandemia.

continua depois da publicidade

O NaTelinha ouviu de um funcionário do Premiere que ainda restam muitas ligações e a estratégia foi entrar em contato num primeiro momento com quem possuía vínculo mais ativo e relacionamento duradouro com os canais. O próximo passo, segundo apurou a reportagem, é manter contato com outros grupos para continuar o crescimento gradual do número de assinantes.

Expectativa do Premiere

Com a volta do Campeonato Brasileiro no próximo fim de semana, a expectativa de executivos do Premiere é que o número de novos assinantes salte ainda mais. Embora não se fale oficialmente em números, a empresa estima que até a 10ª rodada da competição, a quantidade de assinantes novos ultrapasse a barreira dos 100 mil.

continua depois da publicidade

Historicamente, a assinatura do pay-per-view do futebol cresce muito no segundo turno do Brasileirão, por isso internamente acredita-se ser possível bater os 350 ou até os 400 mil assinantes até o fim do ano, mas os executivos sabem que há outros fatores em jogo. Um deles é o bom desempenho do Flamengo em campo com o novo técnico porque o torcedor flamenguista foi responsável pelo maior número de assinaturas nos dois últimos anos e perdeu-se muito com a pandemia e também com a crise entre o clube e a Globo. Vale lembrar que, embora tenha rompido com a Globo no campeonato estadual, o Flamengo assinou contrato com a emissora carioca para o Brasileirão e o PPV poderá mostrar os jogos do clube até 2024.

continua depois da publicidade

Premiere e Globo

A Globo já traçou uma estratégia para recuperar os assinantes rapidamente. Flamengo e Corinthians serão coqueluche dos canais Premiere. Os dois times mais populares do país irão seguir a estratégia de anos anteriores e deverão aparecer mais para os assinantes que na TV aberta. Embora ainda reste alguns ajustes porque depende do desempenho de cada time na competição, a liberação do calendário das primeiras rodadas já mostram isso.

Torcedores dos dois clubes mais populares do país terão de desembolsar os valores de mensalidade se quiserem acompanhar todos os jogos de Flamengo e Corinthians no Campeonato Brasileiro e é assim que a Globo espera recuperar ainda mais rapidamente o total de assinantes perdidos. Para isso, os executivos estão de olho também no desempenho crescente do Corinthians em campo porque isso pode significar torcedor mais empolgado para ver os jogos.

continua depois da publicidade

Premiere e Turner

O que pode atrapalhar os planos da Premiere é a Turner. Por causa da MP assinada por Bolsonaro, o grupo que detém assinatura com alguns clubes para exibição de jogos do Brasileirão usou a estratégia de mudar os acordos e seguir as regras da nova Medida Provisória. Se antes a Turner somente poderia exibir partidas envolvendo os dois clubes que ela tivesse assinado contrato, agora ela entende que não é mais necessário.

Diante disso, a empresa oficializou que irá mostrar diversos cotejos ao longo do Brasileirão, utilizando o contrato com estes clubes como base. Isso significa dizer que a ideia é transmitir partidas dos times contratados em casa, que são os donos da exibição segundo a MP. Mas a Globo já contestou a interpretação, assim como fez com o Flamengo no Carioca e vai à Justiça tentar impedir a transmissão da Turner. Segundo jornalistas esportivos, a emissora carioca contaria com o apoio da maioria dos times, inclusive os que fecharam com a Turner.

continua depois da publicidade

Mesmo assim, caso a concorrente consiga garantir este tipo de transmissão, o Premiere será o maior prejudicado, de acordo com a interpretação interna. Com a chance de ter jogos de times populares em praticamente toda rodada, a Turner pode ser um impeditivo para que o público busque assinar o canal de pay-per-view, já que teria uma nova opção para acompanhar parte dos jogos.


TAGS

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!


FECHAR